Governo realiza palestra sobre câncer de pele e psoríase no Pam Diamante

Coordenador de Dermatologia do Pam, Eduardo Lago, repassou informações sobre o cuidado e tratamento da psoríase e câncer de pele. Foto: Wéllida Nunes/SES

Coordenador de Dermatologia do Pam, Eduardo Lago, repassou informações sobre o cuidado e tratamento da psoríase e câncer de pele. Foto: Wéllida Nunes/SES

Pacientes do ambulatório do Centro de Especialidades Médicas e Diagnóstico do Diamante – Pam Diamante – participaram de uma palestra informativa sobre a doença psoríase e câncer de pele na manhã desta segunda-feira (31). As orientações sobre a doença foram repassadas pelo coordenador de Dermatologia do Pam, Eduardo Lago, e pela enfermeira Gisele de Oliveira, responsável pela operação da máquina de fototerapia, para tratamento dos pacientes.

A palestra marca o encerramento da programação do Outubro Rosa na unidade de saúde e o Dia Mundial de Combate à Psoríase, que ocorre no dia 29 de outubro. Quanto mais cedo for diagnosticada a psoríase, mais fácil e rápido será o tratamento da doença, que acomete 2% da população mundial.

Pacientes ficaram entusiasmados com o novo tratamento oferecido pelo Estado.  Foto: Wéllida Nunes/SES

Pacientes ficaram entusiasmados com o novo tratamento oferecido pelo Estado. Foto: Wéllida Nunes/SES

O dermatologista Eduardo Lago explicou que a psoríase é uma doença da pele relativamente comum, crônica e não contagiosa. “É uma doença cíclica, ou seja, apresenta sintomas que desaparecem e reaparecem periodicamente. Sua causa é desconhecida, mas sabe-se que pode ter causas relacionadas ao sistema imunológico e, provavelmente, já nasce com o paciente. Não há contágio, portanto, não é necessário o isolamento do paciente”, detalhou.

Com relação ao diagnóstico, há vários tipos de psoríase e o dermatologista poderá identificar a doença, classificá-la e indicar a melhor opção terapêutica. “Dependendo do tipo de psoríase e do estado do paciente, os ciclos de psoríase duram de algumas semanas a meses. Se a lesão tomar boa parte do corpo, com áreas extensas acometidas pela psoríase, o tratamento indicado são sessões de fototerapia, disponíveis aqui no Pam Diamante”, explicou Lago. Além dos esclarecimentos sobre psoríase, informações sobre câncer de pele foram fornecidas pelo dermatologista, com foco nos eczemas mais profundos na pele.

A dona de casa Ledilce Fonseca aguardava uma consulta e acompanhou atentamente as explicações sobre as doenças. “Aqui é uma oportunidade de aprender e divulgar o que ouvimos para a família e amigos. Nunca tinha ouvido falar em psoríase, agora já posso repassar muitas informações sobre isto a quem conheço”, comentou.

Tratamento com fototerapia

Cabine fototerápica substitui tratamento com remédios e apresenta resultados mais eficazes.  Foto: Wéllida Nunes/SES

Cabine fototerápica substitui tratamento com remédios e apresenta resultados mais eficazes. Foto: Wéllida Nunes/SES

O Governo do Maranhão, por meio da Secretaria de Estado da Saúde (SES), oferece para a população uma nova opção para o tratamento de doenças de pele como psoríase, vitiligo ou linfoma cutâneo, de forma inédita na rede estadual. Trata-se de uma cabine de fototerapia que permite que pessoas de baixa renda tenham acesso ao tratamento, de forma gratuita.

O equipamento, antes disponível apenas na rede privada, possibilita o trabalho pela redução desse índice, oferecendo acesso ao tratamento. Mais de 400 sessões são realizadas por mês na unidade de saúde, contabilizando 90 pacientes em tratamento. “Nosso objetivo é tornar este espaço um centro de referência no tratamento de doenças de pele. Para isso, além do equipamento de fototerapia, contamos com uma equipe médica de seis profissionais”, disse o dermatologista.

Neil Carlos Sousa, 45 anos, portador de vitiligo, destaca a rapidez no resultado do tratamento e a felicidade de poder usar bermuda. “Já posso vestir bermuda e estou feliz por isso. Antes eu tinha muita vergonha até de sair na rua. Com o passar das sessões acredito que eu vá melhorar bastante até sumirem por completo as manchas”, comemorou.

Sobre a cabine fototerápica

Pacientes ficaram entusiasmados com o novo tratamento oferecido pelo Estado.  Foto: Wéllida Nunes/SES

Pacientes ficaram entusiasmados com o novo tratamento oferecido pelo Estado. Foto: Wéllida Nunes/SES

O tratamento é feito com um aparelho que emite raios ultravioletas na pele e substituirá o uso de remédios distribuídos pela Farmácia Estadual de Medicamentos Especializados (Feme). Com a fototerapia, o Estado gasta de 2% a 3% do que gastaria com a aquisição de medicamentos, além de alcançar resultados mais eficazes.

“É uma forma de tratamento mais barata e mais eficaz, que não causa efeitos colaterais. Os pacientes têm acesso de forma gratuita a esse tratamento que promove melhoria da qualidade de vida de centenas de maranhenses”, garante o dermatologista Eduardo Lago.

Além da redução de gastos com medicamentos, o Estado economiza ainda com os custos do Programa de Tratamento Fora do Domicílio (TFD). Os pacientes que precisam das sessões de fototerapia não precisam mais se deslocar para serem atendidos.

A cabine de fototerapia é aprovada pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). Novos atendimentos podem ser agendados pessoalmente no Pam Diamante ou por meio do Call Center: 3222-4528/ 3232-3178/ 3232-3753/ 3232-3083/ 3222-8360. Os novos pacientes passarão por avaliação médica para início do tratamento.

BOX – SINTOMAS DA PSORÍASE:

-Manchas vermelhas com escamas secas esbranquiçadas ou prateadas;

-Pequenas manchas escalonadas;

-Pele ressecada e rachada, às vezes, com sangramento;

-Coceira, queimação e dor;

-Unhas grossas, sulcadas ou com caroços;

-Inchaço e rigidez nas articulações.

Governo do Estado do Maranhão

SHARE