Mi A1 é o primeiro smartphone com Android puro da Xiaomi

Há anos, o Google vem ajudando fabricantes selecionadas a criar smartphones baratos com Android puro e atualizações de sistema garantidas — é o Android One, que já contou com dispositivos da Kyocera, Sharp e várias outras. Agora é a vez da Xiaomi.

O smartphone Mi A1 possui tela Full-HD de 5,5 polegadas, processador Snapdragon 625, 4 GB de RAM e 64 GB de armazenamento. O corpo é todo de metal, com leitor de digitais na traseira.

A bateria tem 3.080 mAh. Há ainda um amplificador de som de 10 V e um blaster IR para controlar sua TV e home theater.

A câmera frontal tem 5 megapixels. O destaque fica para a câmera traseira dupla com sensores de 12 megapixels, que permite aplicar zoom óptico de 2x nos objetos, além de desfocar o que está em segundo plano. A Xiaomi até diz que isso é “semelhante ao iPhone 7 Plus”:

Como nota o Engadget, esta é basicamente uma versão do Xiaomi Mi 5X: as especificações são as mesmas, assim como o design e até mesmo o preço — o equivalente a R$ 730.

A diferença é que o Mi A1 não roda MIUI 9, e sim Android puro com aplicativos como Google Assistente e Google Fotos. Ele será atualizado para o Oreo até o final do ano, e a Xiaomi diz que ele será “um dos primeiros” smartphones a receber o Android P em 2018.

O Xiaomi Mi A1 será lançado em cerca de 40 países, começando pela Índia em 12 de setembro. Chile, Colômbia, México e Uruguai estão na lista; o Brasil, não.

Pelo visto, o Android One continuará sendo usado pelo Google para se expandir fora de países desenvolvidos. Este ano, a empresa também apresentou o Android Go, uma versão otimizada do sistema para smartphones low-end.

Com informações: Engadget, The Verge.

Mi A1 é o primeiro smartphone com Android puro da Xiaomi


Tecnoblog

SHARE