TOP 10 coisas surpreendentes sobre a Albânia que você provavelmente não sabia

A Albânia, embora seja pouco explorada, é de fato um dos países mais maravilhosos da Europa e tem muito a oferecer.

 

O país hoje conta com uma grande diversidade étnica, que se deve ao seu passado, construído por comunidades gregas, romanas, bizantinas e turcas. Todas deixaram marcas consideráveis na cultura, embora os albaneses tenham conseguido preservar sua identidade e tradições.

albania-4

Confira abaixo algumas curiosidades impressionantes sobre o país:

 

1- A língua albanesa é diferente de todas as outras da Europa, pertencendo a um ramo extinto do indo-europeu.

 

2- O principal herói nacional albanês é George Kastrioti Skanderbeg, que serviu o exército turco e comandou os janízaros – uma elite do exército dos sultões otomanos. Ele liderou a revolta contra os otomanos em 1443, mantendo a independência da Albânia por 20 anos, até que morreu de malária. Sua sepultura foi transformada em uma mesquita.

 

3- A Albânia também experimentou um período socialista, quando o ditador Enver Hoxha, literalmente isolou o país (ou a República Popular Socialista da Albânia) de todo o restante do mundo. Para isso, ele ordenou a construção de 700 mil casamatas (bunkers), aproximadamente uma para cada quatro habitantes. Mesmo com esse isolamento, Hoxha manteve relações com Stalin e Mao. No entanto, depois da mudança de poder na URSS e China, cortou relações por não querer lidar com líderes “muito liberais”.

 

4- Essas casamatas ainda existem. Elas foram declaradas patrimônios históricos e são o cartão de visita do país.

albania-3

5- As casamatas não foram as únicas excentricidades criadas pelo regime de Hoxha, também foram instauradas uma série de proibições curiosas, como a que impedia que os albaneses de se casassem com estrangeiros.

 

6- Neste período, também era proibido o uso de “artigos de luxo”, como carros, pianos, câmeras fotográficas, bem como possuir casas grandes ou alugadas. Artigos importados como jeans, cosméticos, filmes e músicas (rock e jazz, por exemplo) também figuravam a lista de proibições bizarras.

7- O “Sigurimi” (Drejtoria e Sigurimit të Shtetit), uma espécie de CIA ou KGB da Albânia, que atuou durante a ditadura, monitorava de perto os cidadãos. Eles eram obrigados a reportar regularmente sobre eventuais viagens e até mesmo quando visitavam parentes.

 

8- A Albânia também chegou a proibir todas as religiões, tornando-se o primeiro estado declarado ateu do mundo.

 

9- Aproximadamente um terço da população foi submetida a interrogatórios feitos pelo “Sigurumi”, as punições para os transgressores eram servir nos campos.

 

10- Na Albânia, as obras de Marx e Lênin eram extremamente adoradas, tanto que em 1952, um museu em homenagem a ambos, bem como a Stalin, foi criado. O aniversário de morte dos três também era comemorado em todo o país.

albania-2

[ Ofigenno ] [ Fotos: Reprodução / Ofigenno ]

Jornal Ciência

SHARE