TOP 5 reflexões sobre a maternidade que lhe farão entender que nem tudo deve ser sacrificado pelos filhos

Ser mãe pode ser o sonho de muitas mulheres, enquanto outras apenas tomam a maternidade como consequência da vida, embora ainda amem seus filhos.

 

O fato é que, para assumir esse importante papel, muitas mulheres acabam sacrificando projetos, carreiras e sonhos para se dedicar a atividade de criar um filho. Há de se ressaltar que a maternidade não está em conflito com o desenvolvimento pessoal. Pelo contrário, muitas mulheres são capazes de fazer as duas coisas.

 

Abaixo, conforme publicado pela Psiconlinews, você compreenderá que isso é possível para qualquer mãe, basta apenas considerar essas cinco coisas:

mae-e-filho_01

1º Os filhos vêm por empréstimo

Tenha em mente que os filhos são seres independentes. Embora precisem de amor, cuidado, educação e limites enquanto ainda são novos, a verdade é que aos poucos eles aprendem que são capazes de tomar suas próprias decisões e escolherem seus próprios caminhos.

 

Logo, não pense que você é dono de seu filho, nem confunda independência com ingratidão. Considere que os pais criam os filhos para o mundo, portanto, não abra mão de viver a sua vida, especialmente se você é mãe solteira ou divorciada. Não é egoísmo querer encontrar o amor ou a felicidade pessoal, tampouco o desejo de sentir-se valorizada e desejada.

 

2º Não é egoísmo querer um tempo para si

Não são só as crianças que precisam de amor, compreensão, proteção e entretenimento. Essas são coisas que qualquer ser humano deseja. Sendo assim, não gaste todo seu tempo com os filhos. Escape da rotina. Saia de casa para se divertir ou descansar um pouco. Tomar um tempo para si mesma não é egoísmo.

 

3º O que acontecerá quando o “ninho” estiver vazio?

Muitas mães sacrificam sua juventude ao se dedicarem apenas a uma função. É claro que os filhos precisam de você e vice-versa, mas quando eles partirem em busca dos próprios sonhos, você terá que enfrentar uma nova etapa de independência para a qual não se preparou corretamente.

4ª Os filhos sempre encontrarão o próprio caminho

Tenha em mente que você também um dia foi jovem, e, como tal, aprendeu tudo o que podia para chegar onde está. Embora seus filhos sejam parte deste universo, eles não são o centro. Lembre-se que eles também aprenderão a correr atrás de suas paixões, razões de vida e sonhos.

 

5º Não abandone os sonhos, evite frustrações

Todos temos sonhos e metas que definem nosso conceito próprio de felicidade. Se a sua está em seus filhos, tudo bem, caso contrário, tenha em mente que os sacrifícios que você faz hoje terão consequências para o resto de sua vida.

 

Há mulheres que abandonam os estudos e metas de carreira para se dedicarem exclusivamente aos filhos. Embora os amem e não se arrependam de suas decisões, elas intimamente podem se sentir frustradas por nunca terem conseguido alcançar o futuro que outrora haviam planejado. Sendo assim, não viva para dizer “e se…”. Viva o presente e a maternidade sem negligenciar seus sonhos. Ache uma maneira de equilibrar as coisas e seja feliz como mãe e como mulher.

[ Psiconlinews ] [ Fotos: Reprodução / Psiconlinews ]

Jornal Ciência

SHARE