Apple desbanca Xiaomi como maior fabricante de wearables

O mercado de wearables não deslanchou tanto quanto os smartphones, mas é palco para uma disputa entre grandes fabricantes como Apple, Samsung e Xiaomi. Um novo relatório da Canalys mostra como foram as vendas dessa categoria no terceiro trimestre de 2017.

A Apple está em primeiro lugar com 3,9 milhões de unidades, impulsionada pelo lançamento do Watch Series 3 no final de setembro. A versão com suporte a 4G vendeu 800 mil unidades, mesmo com problemas de conectividade — isto foi resolvido após uma atualização do watchOS.

Foto por Jon Fingas/Flickr

A Xiaomi caiu para o segundo lugar, com 3,6 milhões de unidades no trimestre. E a Fitbit — antigamente a líder desse mercado — agora está em terceiro lugar, com 3,5 milhões de pulseiras.

Como lembra o VentureBeat, as vendas da Xiaomi e Fitbit consistem principalmente de pulseiras fitness acessíveis. Enquanto isso, a Apple vendeu o Watch a um preço médio de US$ 419, e ainda assim conseguiu dominar a categoria no terceiro trimestre.

Segundo a Canalys, o mercado de wearables caiu 2% no último ano, devido a uma grande queda nas vendas de pulseiras básicas. Comentamos por aqui que o setor está passando por uma transição, da mesma forma que migramos de celulares simples para smartphones.

Infelizmente, parece que o Google não conseguiu aproveitar isso: o Android Wear não é utilizado por quatro das cinco maiores fabricantes de wearables. A exceção fica para a Huawei, em quarto lugar no ranking. A Samsung — que adota o Tizen — está na quinta posição.

Com informações: Canalys, VentureBeat.

Apple desbanca Xiaomi como maior fabricante de wearables


Tecnoblog

SHARE